17 DE SETEMBRO – DIA MUNDIAL DA SEGURANÇA DO PACIENTE

Dia 17 de setembro, é celebrado o Dia Mundial da Segurança do Paciente. No Brasil, o Ministério da Saúde instituiu o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP), com o objetivo geral de contribuir para a qualificação do cuidado em saúde, em todos os estabelecimentos de saúde públicos ou privados, conforme agenda da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Pensando nisso, as professoras enfermeiras, Dra. Cleci Piovesan e Me. Fernanda Stock, do curso de graduação em Enfermagem da FISMA, por meio da disciplina de “Ação Extensionista –  Educação Permanente em Segurança do Paciente e Controle de Infecção”, promovem ações alusivas à conscientização desta data.

As ações deverão ser executadas pelos docentes e acadêmicos, em parceria com as Instituições de Saúde nas quais estão inseridos em atividade extensionista, práticas, estágios e até mesmo nos ambientes virtuais/presenciais de estudo. O propósito é mobilizar/sensibilizar pacientes, familiares/acompanhantes de modo geral, profissionais de saúde, formuladores de políticas, pesquisadores e o setor de saúde em geral, para defender a segurança do paciente.

Fique por dentro

Se você é…
Paciente/Familiar/Acompanhante:
– Seja o protagonista do seu próprio cuidado;
–  Envolva-se ativamente no cuidado;
– Cuidados de saúde seguros começam com uma boa comunicação;
– Certifique-se de fornecer informações precisas aos profissionais de saúde sobre o histórico de saúde.

Profissional de saúde ou líder de serviços de saúde:
– Envolva os pacientes como parceiros em seus próprios cuidados e/ou de quem está acompanhando;
– Trabalhem juntos pela segurança do paciente;
– Garanta o desenvolvimento profissional contínuo para melhorar suas habilidades e conhecimentos em segurança do paciente;
– crie uma cultura de segurança aberta e transparente.

Formulador de políticas:
– Investir na segurança do paciente resulta em economia financeira e minimiza a judicialização;
– Invista na segurança do paciente para salvar vidas, gerar confiança e oportunizar um cuidado seguro;
– Oportunize ferramentas de monitoramento para melhorias contínuas frente a segurança do paciente;
– Faça da segurança do paciente, uma prioridade nacional de saúde.

Pesquisador, estudante, faz parte de instituição acadêmica ou profissional:
– Gere evidências para melhorar a segurança do paciente. Sua pesquisa é importante!
– Incentive a pesquisa em segurança do paciente;
– Incorpore a segurança do paciente em currículos e cursos.

Associação profissional, organização ou fundação internacional:
– Promova a segurança do paciente para alcançar a cobertura universal de saúde;
– Ofereça oportunidades de aprendizado e desenvolvimento para a segurança do paciente frente a um cuidado seguro.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário